Colecionadora

Fernanda Pascolato é nossa Colecionadora querida e acompanha o trabalho ha muito tempo, melhor nem falar!, 42 anos, casada, mae de 2 filhos de 10 e 14 anos, esportista, amante da natureza e praticante da vida com saude e alimentacao regrada, com muita diversao. Psicologa formada pela PUC-SP, com experiencia clinica e coaching do comportamento alimentar.

FOTOS – Marina de Almeida Prado

–      – Como conheceu a marca? E Elisa Stecca?

Elisa foi uma amiga que surgiu na minha vida há muitos anos, não me lembro exatamente quando nem como, mas foi uma amizade linda que cresceu com o tempo, e com a profunda admiração que tenho pelo trabalho e pela pessoa autêntica e criativa que é, que coloca em seu trabalho e nas relações a forma natural e positiva como vê o mundo e vive  a vida, uma pessoa encantadora e admirável!

–      -Consegue se lembrar da primeira aquisição?

Sim, uma peça dourada, algo que eu nunca tinha tido vontade, por considerar chamativa demais para mim…, mas quando vi a peça que tem uma pedra que parece uma gota de madrepérola chique e despojada, me encantei e tive certeza que usaria muito.

–      – Qual o conceito, dentro da marca, que mais te agrada?

As peças da marca sao únicas, e isto me encanta, pois gosto de ter algo exclusivo!! Além de serem peças atemporais, perfeitas para alguém que não segue moda, mas busca adquirir algo que me acompanhe pela vida, independente da época ou do que ditam as tendências, mas com o meu estilo. Isto aliado às formas orgânicas com materiais naturais, que têm presença fortíssima nos looks de alguém extremamente básica e que dedica pouquíssimo tempo pra se vestir, prática, mas buscando sempre um visual moderno e que reflita minha personalidade.

–       – Quais são suas peças favoritas?

Sinceramente, amo todas as minhas peças, e uso todas!!! A mais incrível é a última, uma composição que a Elisa fez pra mim, quando quis reformar uma peça que não usava muito, e que é de um impacto absurdo…mas todas elas têm sua personalidade forte e chamam a atenção de todos quando as uso, algumas são mais presentes nos looks de verão, na praia, como a libélula, que eu amo!! Outras nos looks mais urbanos, que passam o dia e vão para os eventos à noite com o mesmo impacto. É por isso que eu não podia ter uma peça que não fosse usada com frequência, pois todas são super presentes no meu dia a dia…dificilmente saio de casa sem um colar da Elisa!!! Ja é marca registrada…rsrsrs

–       – Depois de tantos anos de amizade, qual momento foi marcante entre você e Elisa Stecca? E um momento divertido, ou inusitado?

Essa é dificil…foram tantos encontros deliciosos, sociais e profissionais, festas da minha filha, lançamentos, reuni~ees, jantares com maridos!! Mas um deles foi muito marcante, quando fizemos uma palestra da Elisa na loja da Cecilia Echenique, onde eu cuidava do marketing e das vendas na época…um encontro de pessoas interessantes, onde a Elisa expôs seu trabalho como designer e trouxe reflexões lindas e profundas sobre a vida, o design e a espiritualidade, promovendo um diálogo dos mais interessantes com os presentes. Se não me engano, este encontro aconteceu pouco antes da concretizacao do livro, que foi um movimento lindo onde ela uniu sua experiencia pessoal com seu trabalho.

Um momento especial foi quando comprei um presente de aniversário para a Costanza [Pascolatto], buscando algo que ela não tivesse, que fosse único, moderno, com conteúdo, pois essa grande mulher tinha tudo e eu queria dar algo especial! Foi uma escolha das mais acertadas, pois ela amou!

–       – O que mais admira dentro do trabalho de Elisa Stecca?

Admiro a autenticidade, a presença da natureza, a elegância, a versatilidade e a espiritualidade que esta grande pessoa coloca em cada peça. Cada obra tem uma história e um cuidado enorme, uma intenção que fica explícita, de fazer com que cada pessoa que adquire uma peça se sinta protegida e leve consigo um olhar mais humano e qualificado do mundo… as peças da Elisa não são simples bijoux, pra mim sao como amuletos, que carregam muita energia boa e me colocam como responsável para difundir o amor e bondade, além da beleza e da feminilidade.