Nimbus Organicus

Tenho aqui no ateliê o melhor vizinho do mundo. O escritório de arte James Lisboa conservou o quintal do começo do século, generoso, árvores frondosas e se responsabiliza por isso. Poda o abacateiro sempre que ele invade meus domínios e causa por aqui.

Mas tem coisas que são irremediáveis. Uma das espécies vegetais mais poderosas do recinto é um coqueiro/palmeira bem colado no muro.

Já perdi a conta de quantas folhas gigantes arrancaram telhas e entupiram a calha, além de cascas enormes e dos coquinhos que fazem as vezes de bolinhas de gude escorregadias. Semana passada pedi à Regina, minha empregada, para dar a habitual varrida e qual não foi a minha surpresa quando a vejo agarrar o cacho seco que acabara de cair e investir com ele contra as folhas do chão!

Inspirada por essa imagem, resolvi por em prática uma idéia:

DSC07482

Com vocês, a Nimbus Organicus!

DSC07463

Tudo começou com o projeto, em seguida reunir os materiais. Incluindo cabo e contra-forte.

DSC07465-1

Depois, muito importante, uma solução para unir as partes estruturalmente, queria tudo orgânico. Encaixei o galho na extremidadae do caixo, com um dos nós posicionado bem na linha que seria amarrada.

DSC07470

Envolvi com a casca, bem apertado para que ela fizesse uma força contrária. Fiz um nó na ponta da corda de sisal e passei o resto por dentro, amarrando bem forte a casca entre  os dois nós da madeira do cabo.

DSC07472

 Com uma ponta fina, arrematei a amarração…

Pronto!

Em ação!

Em ação!

 

Estacionada

Estacionada

 

Detalhe do cabo

Detalhe do cabo